FANDOM


Troféu Santa Clara
Trofeusantaclara
Estatueta Fictícia Simbólica

Tipo

Premiação de TV

Estreia

1997 (Fase Folha)

2008 (Fase Tele-Visão

Realização

Jornal Folha de São Paulo (1997-2004)

Blog Tele-Visão (2008-Presente)

O Troféu Santa Clara, é uma premiação simbólica que elege os piores da Televisão Brasileira no Ano Recorrente. Criado pelo Jornal Folha de São Paulo em 1997 e organizado pela mesma até 2004, foi relançãdo em 2008 pelo jornalista André Santana do Blog Tele-Visão.

A Premiação

O Troféu não é oficial propriamente dito. Se trata de uma critica bem humorada à programação da TV Brasileira. Nessa premiação, são escolhidos os piores da TV em determinada categoria. Se trata de uma espécie de "Framboesa de Ouro" da Televisão do Brasil.

Para eleger os piores, reuniam-se jornalistas especializados em TV que davam seu voto livremente, isso na Fase Folha. Na Fase Tele-Visão, o juri é composto por vários blogueiros especializados no veículo.

O anúncio dos "vencedores" é feito sempre próximo do dia 11 de Agosto, Dia de Santa Clara, ou o Dia da Televisão.

O nome do "troféu" é uma alusão à padroeira da TV, Santa Clara. Clara Favarone foi uma religiosa nascida em Assis, na Itália, que faleceu em 1253. Foi canonizada em 1955 pelo Papa Pio XII. Reza a lenda, que um ano antes da sua morte, Clara, bastante debilitada, conseguiu assistir a Celebração da Eucaristia sem precisar sair do seu leito. Com isso, ela foi declarada a protetora de Televisão, em 1958.

História

Fase Folha de S. Paulo

A primeira edição do Troféu Santa Clara ocorreu em 1997, realizada pelo Jornal Folha de São Paulo. O jornal organizou um juri com 9 jornalistas especializados em TV para eleger os piores do ano. Entre os primeiros jurados, estavam: Barbara Garcia, Maurício Stycer, Nelson de Sá, Francisco Martins da Costa, Marcos Augusto Gonçalves, Joyce Pascowitch, Fernando de Barros e Silva, Sérgio Dávila e José Simão.

O resultado foi anunciado no dia 10 de Agosto, um dia antes do "Dia da Televisão", no suplemento TV Folha. A mexicana "Trilogia das Marias" protagonizadas por Thalia (María La Del Barrio, Marimar e María Mercedez) faturou o "Prêmio Sombreiro de Ouro" dado à Pior Novela. O Ator Victor Fasano ganhou como "Melhor Canastrão" (Pior Ator), por Salsa e Merenge. Já Leila Lopes, ganhou o prêmio "Melhor Modelo-Manequim-Promoter-e-atriz" (Pior Atriz) por O Rei do Gado.

Também nessa primeira edição, o 190 Urgente da CNT ganhou o "Premio CNN - Central de Notícia Nenhuma" (pior jornalístico), Luciano Huck ganhou como "Melhor Desanimador de Auditório" (Pior Animador), Mara Maravilha o "Prêmio Michael Jackson" (Pior Apresentadora Infantil). Além do Comercial do Seven Day Diet com Emerson Fittipaldi que faturou o "Prêmio Facas Ginsu" (pior comercial) e da TV Assembléia que ganhou na categoria "Unplugged" (Pior Canal de TV Paga).

Algo marcante que ocorreu nesta edição, são os nomes engraçados dados para cada categoria. Como o "Boia de Ouro" que elegeu Leila Cordeiro e Eliakim Araújo como os "Piores Âncoras", o "Melhor Humorista Sem Graça" que elegeu Tom Cavalcante, e o "Defeitos Especiais" que foi para a abertura A Indomada.

Além disso, teve outras categorias inusitadas, como o "Melhor Nu" que elegeu o topless de Dercy Conçalves no Sai de Baixo, o "Ah, eu tô Maluco" que elegeu Ratinho. E o "Jurassic TV" que elegeu a apresentadora Xênia Bier (provavelmente uma categoria para eleger pessoas que já estão há muito tempo na TV e ninguém aguenta mais).

A primeira eleição dos piores causou uma enorme repercussão e polêmica. Alguns "vitoriosos" chegaram a contestar a premiação. como Xênia Bier, que apresentava um quadro no Mulheres da Gazeta, A jornalista desabafou contra a brincadeira, chamando-a de "julgamento encomendado". Ela ainda questiona: "Estou há 20 dias no ar, e me dão o Troféu de Pior do Ano?".

Xênia ainda acusou os jornalistas de "superficiais, movidos por prazer sórdido e perverso para assassinar publicamente algumas pessoas", e ainda afirmou: "Quem me julgou, não tem vergonha na cara. Deveriam lavar a língua com soda cáustica"

O casal Leila Cordeiro e Eliakim Araújo escreveu um texto criticando o fictício troféu. Texto esse que foi publicado no suplemento Folha TV, que foi para as bancas na semana seguinte ao Troféu. No texto, o casal acusa a Folha de "Estragar o Dia dos Pais" e de influenciar na renovação de contrato dos jornalistas com o SBT (já que na mesma semana, eles deixaram o canal).

Já outros "vitoriosos" reagiram de maneira bem humorada à eleição, como Otávio Mesquita que disse que gostaria de ser avisado da entrega das "estatuetas" pois ele estaria presente, mas foi informado pelo jornal  que a premiação é simbólica e não tem valor material. Já Ratinho reagiu de forma irônica, afirmando que "Gostaria de continuar sendo o pior e dar sete ou oito pontos no Ibope. O duro é ser bom e só dar um ponto audiência".

Já o público recebeu bem a brincadeira, rendendo muitos elogios. Mesmo que muitas pessoas não tenham concordado com os vitoriosos.

Em 1998, foi feita novamente a eleição. Cujos vencedores foram anunciados em 16 de Agosto. Cissa Guimarães foi o grande destaque, ganhando na categoria "Grande Prêmio Santa Clara de Ouro" (destinado ao pior de todos da TV) por sua participação na promoção "500 Gols do Faustão". A novela Fascinação do SBT foi considerada a "Pior Novela". O Cidade Alerta e o Jornal Nacional empataram como "Pior Jornalístico", o Fantástico eleito como o "Pior Programa de Domingo" e o programa Márcia como o "Pior Programa Sensacionalista". O "Pior da TV Paga" foi para a TV Gospel.

Em 1999, nova eleição, anunciada em 6 de Agosto. O fiasco Brida da Rede Manchete foi eleita a "Pior Novela". O SBT Repórter foi eleito o "Pior Jornalístico", A Guerra dos Pintos o "Pior Humorístico" e Eliana & Alegria o "Pior Infantil". Sérgio Mallandro foi eleito o "Pior Animador". o mágico Mister M ganhou na categoria "Mala do Ano", o "'I' de Iscola" de Carla Perez ganhou como "Gafe do Ano" e o preço dos jogos de Pay-Per-View ganhou a categoria "Nem Que Me Paguem" (o pior da TV Paga). A entrevista do Maniaco do Parque no Fantástico venceu o "Grande Prêmio Santa Clara de Ouro". E a categoria "Fiasco do Ano" foi eleita pela primeira vez, elegendo o programa Muvuca da Rede Globo.

No ano de 2000, a mexicana Kassandra venceu o "Troféu Maria do Bairro" (pior novela). O Mais Você ganhou o "Troféu TPM - Tem Programa Pior" (pior programa). A Gafe de Tiazinha venceu no "Troféu I de Iscola" (pior gafe). O "Troféu Ô Coitado" teve empate triplo, para o Te Vi Na TV, Escolhina do Barulho e Megatom. Este último aliás, venceu o "Troféu Perdoe Nossa Falha" como o "fiasco do ano". O "Grande Prêmio Santa Clara de Ouro" foi para as pegadinhas de Sérgio Mallandro.

Em 2001, houve uma mudança no modo de votação. Pela primeira vez, o público pode votar nos piores, assim tendo duas prêmiações: a dos jurados e a dos internautas. Na categoria "Pior Novela", o público elegeu Estrela-Guia, mas os jurados elegeram Café, com Aroma de Mulher. Em "Pior Programa de TV" os jurados elegeram o Eu Vi Na TV e o público o Programa do Ratinho . Mas houve algumas coincidências, como por exemplo, Reynaldo Gianecchini como "Pior Ator" e Luciana Gimenez a "Pior Apresentadora".

A votação de 2002 ocorreu da mesma forma como no ano anterior. Foi lançado a categoria "Pior Programa Teen" elegendo o Sandy e Júnior .pelo voto do público e Sob Controle e Malhação pelo voto dos jurados. Desejos de Mulher (jurados) e Marissol (público) foram eleitas as piores novelas. Houve coincidências como a apresentação de Marisa Orth no 1º Big Brother Brasil ter sido eleito o "fiasco do ano" pelo público e juri, Falando Francamente como o "pior programa feminino" e o Domingo Legal como o "pior dominical". Como "pior programa da tv brasileira" venceram Festa do Malandro (público) e Canal Aberto (jurados).

O método continuou em 2003. Domingo Legal (pior dominical), Jovens Tardes (pior programa teen), Canal Aberto (pior programa da TV brasileira), A Turma do Didi (pior humorístico) e Galvão Bueno (pior locutor), ganharam na votação dos jurados e do público. O reality O Jogo faturou o prêmio do juri e do público em duas categorias: "Pior Reality Show" e "Fiasco do Ano".

Desde que a premiação foi aberta para o público, o Troféu Santa Clara passou a dar mais destaque para o voto dos internautas. Em 2004, o voto dos jurados foi abolido. E nesta edição, que foi a última, o Troféu recebeu 656.218 votos. A categoria mais votada foi a de "pior novela" com 57.290 votos, elegendo Metamorphosis da Rede Record. Foi um ano marcado por recordes, Otávio Mesquita é eleito pelo terceiro ano o "pior entrevistador", Galvão Bueno ganha pela oitava vez o prêmio de "pior locutor esportivo". Os internautas elegeram a polêmica de Gugu Liberato com os falsos membros do PCC como o "fiasco do ano"

Nesta edição, João Kleber, figura emblemática da premiação e vencedor das categorias "pior apresentador" e "pior programa da tv brasileira" (por Eu Vi Na TV) deu uma entrevista ao jornal. O apresentador afirmou sentir orgulho de ser sempre eleito pela premiação. Também disse que o público o considera um dos piores por ser polêmico, e que alguns internautas votam nele por zoação.

Fase Tele-Visão

Em 2005, a Folha decide cancelar a premiação, sem motivo aparente. Três anos depois, em 2008, o jornalista Andre Santana, criador do Blog Tele-Visão, resolveu resgatar a proposta. Reuniu 11 jornalistas e/ou blogueiros especializados em Televisão para eleger os piores em 14 categorias. Repetindo o formato do Troféu Santa Clara em seus primeiros anos.

A primeira vencedora desse nova fase na categoria "pior novela" foi Os Mutantes - Caminhos do Coração. O "pior programa da televisão brasileira" foi para o Superpop (Luciana Gimenez ganhou como "pior apresentadora"). A única categoria nova que não havia na época da Folha foi "pior série" que ficou com o Dicas de um Sedutor.

Logo na "primeira" edição, houve um fato inusitado: um empate múltiplo na categoria "pior atriz". Como não houve uma atriz com dois ou mais votos, todas as 11 atrizes votadas pelos jurados ganharam juntas o Troféu.

O Troféu Santa Clara continua com esse mesmo formato até agora. Blogueiros especializados em televisão votam livremente nas diversas categorias do Troféu. O resultado dos "piores" sai sempre no dia 11 de Agosto pelo Tele-Visão.

Jurados

Durante a Fase Folha (1997-2004), os jornalistas especializados em televisão do jornal se reuniam em um juri para votar nos piores. Jornalistas famosos do ramo como Joyce Pascoviwictch, José Simão e Cristina Padiglione já foram jurados do Troféu.

Em 2004, na última edição feita pela Folha, não houve a votação dos jurados. A eleição dos piores foi realizada apenas por voto popular.

No troféu do Tele-Visão, diversos blogueiros especializados em televisão e arte votam nas categorias da premiação. Os jurados são escolhidos pelo próprio André Santana. 

Desta fase, os jurados que mais participaram foram Lucas Andrade (Blog Cascudeando) e Fabio Maksymczuk (Blog e Portal Fabio TV). Integram o corpo de jurados desde 2008

Categorias

Atuais

  • Pior Novela
  • Pior Ator
  • Pior Atriz
  • Pior Apresentador
  • Pior Apresentadora
  • Pior Programa Humorístico
  • Pior Programa Infantil
  • Pior Programa Jornalístico
  • Pior Programa de Auditório
  • Pior Revista Eletrônica de Variedades
  • Pior Reality Show
  • Pior Série
  • Pior Locutor Esportivo
  • Fiasco do Ano
  • Pior Programa da Televisão Brasileira

Curiosidades

  • Se somados todas as edições feitas pela Folha e pelo Tele-Visão em 17 anos de premiação, já somam se 14 edições já feitas (7 pela Folha e 7 pelo Tele-Visão).
  • Durante os primeiros anos, era comum as categorias ganharem nomes engraçados. A categoria "pior novela" por exemplo, já foi chamada de "Troféu Sombreiro de Ouro" e "Troféu Maria do Bairro". Em 2001, as categorias passaram a ter nomes normais.
  • Também foi criado um premio para os artistas denominados "encostos" da TV, isto é, pessoas que estão a muito tempo no ar e que já deveriam se aposentar. Em 1997 essa categoria ganhou o nome de "Jurassic TV" premiando Xênia Bier. Em 2000, ela se chamou "Troféu Esqueceram de Mim" elegendo Serginho Groismann.
  • Em 2000, teve o "Troféu Airbag" que elegeria a "pior platica" do ano. Os "seios de Feiticeira" ganharam a categoria.
  • Também teve a categoria "pior gafe" que já foi chamada de "Troféu I de Iscola", em algumas edições.
  • Na Fase Folha, o Troféu Santa Clara já teve diversas categorias, muitas que só foram lançadas em uma ou duas edições. Como o de pior comentarista político, econômico e esportivo, o de pior comercial e o de pior programa teen.
  • No início do Troféu feito pelo Tele-Visão, haviam as categorias "pior programa de sábado" e "pior programa de domingo", que foram extintas dando lugar ao "pior programa de auditório".
  • Na Fase Tele-Visão, a categoria mais curiosa é a de "Fiasco do Ano". Pois é nessa categoria que a memória dos jurados rola solta e muita coisa que aconteceu no ano é lembrada. Os vitóriosos nessa categoria quase sempre são os programas de TV, mas muitos acontecimentos são lembrados pelos jurados, como a demissão de Rafinha Bastos na Band, as mudanças de programação da Rede Record, a polêmica da Sky com os canais obrigatórios e as declarações de Glória Perez no Twitter. Sendo que alguns votos não tem relação direta com a TV como o desempenho da Seleção Brasileira nas Copas de 2010 e 2014 e o caso de Ronaldo com os Travestis.
  • Galvão Bueno é o vencedor mais unânime da premiação. O locutor ganhou todas as edições na categoria "Pior Locutor Esportivo", tanto na Fase Folha, quanto na Fase Tele-Visão.

Edições

Fase Folha de S. Paulo

Fase Tele-Visão

Links

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória