FANDOM


Toma Lá Dá Cá
Toma Lá, Dá Cá.jpg

Tipo

Série

Gênero

Comédia/Sitcom

Estreia

29 de Dezembro de 2005 (como Piloto)

7 de Agosto de 2007 (como Série)

Último Episódio

22 de Dezembro de 2009

Emissora Original

Rede Globo

Outras Emissoras

Viva

Criado por

Maria Carmem Barbosa

Miguel Falabella

Temporadas

3

Toma Lá Dá Cá foi uma série sitcom exibida pela Rede Globo nas noites de terça-feira. Criada por Maria Carmem Barbosa e Miguel Falabella. Foi inicialmente exibido como um programa piloto em 29 de Dezembro de 2005, e mais tarde fazendo parte da programação fixa em 7 de Agosto de 2007.

A série ao todo teve quatro temporadas e fo último episódio foi em 22 de Dezembro de 2010.

A série é reprisada pelo canal Viva desde 6 de Abril de 2012. Exibida às sextas no horário das 20:30 com reprise no sábado às 18:30 e domingo às 23:45.

Sinopse

1ª Temporada (2007)

O programa conta a história de dois casais: Arnaldo e Rita e Mário Jorge e Celinha. Mário Jorge já foi casado com Rita, com quem teve os filhos Tatalo e Isadora, e Celinha já foi casada com Arnaldo, com quem teve o filho Adônis. Mesmo estando separados, eles se encontram todos os dias, pois são vizinhos de porta no apartamento que moram, o "Jambalaya Ocean Drive". O cotidiano dessas famílias é sempre repleto de confusões, brigas e várias situações hilárias, que incluem a mãe de Celinha, a ninfomaníaca Copélia, a empregada Bozena, uma pato-branquense que intercala o serviço entre as famílias, e a perversa síndica do prédio, Dona Álvara.

2º Temporada (2008)

Vários personagens entram para a história. O primeiro deles é Seu Ladir, marido de Dona Álvara, que é bissexual e considera que tudo à sua volta "é mara" (maravilhoso).

A segunda é a lésbica Deise Coturno, que é apaixonada por Bozena e vive dando em cima das outras mulheres do prédio, entre elas Rita, Celinha e Dona Álvara (que a discrimina por isso).

A terceira, ainda que nunca tenha aparecido de fato, sendo apenas mencionada nesta temporada, é a Draª Percy, a tresloucada psicoterapeuta de Adônis, que criou um grande laço afetivo com ela. A Draª Percy aparece apenas na temporada seguinte.

3ª Temporada (2009)

Na terceira temporada, a crise econômica de 2008 chega ao edifício, fazendo com que Arnaldo perca o consultório dentário e seja obrigado a atender os clientes em sua própria casa, para contragosto de Rita. Seu Ladir deixa o seriado.

A casa de Celinha e Mario Jorge será afetada, fazendo com que o corretor seja mestre-de-obras do Jambalaya.

O condomínio também ganha uma nova moradora, a jornalista Harolda Neves (Zezé Polessa), que vive escrevendo matérias sobre a vida dos moradores do edifício, principalmente de Rita e Celinha.

Ao Lado do Condomínio, é formado a favela "Nova Jambalaya", criada aonde era o antigo Matagal.

Drª Perci tornou-se uma personagem fixa, sendo interpretada por Miguel Magno. Com a aparição da mesma, também foi mostrado o parque aquático do Jambalaya, onde são feitas as consultas. Sua última aparição foi no 16º episódio, "Respondez Sil Vous Plait", devido à morte do ator Miguel Magno.

O programa foi concluído com o episódio "A Caminho das Estrelas", em que a favela "Nova Jambalaya" invade o condomínio, e fazem uma revolução, e os moradores do 11º primeiro andar, são salvos por seu Ladir, que vem com uma nave espacial para salvá-los.

Precedentes

Toma Lá Dá Cá estreou como um programa piloto, um especial de fim de ano exibido em 29 de Dezembro de 2005.

O piloto deu certo e já era cogitado transformá-lo em uma atração fixa em 2007. A série seria exibida nas noites de domingo no lugar de Sob Nova Direção, e que curiosamente foi o mesmo horário em que foi exibido o Sai de Baixo, há anos atrás. 

Porém, foi decidido que a série ficaria nas noites de terça, logo após o Casseta & Planeta, Urgente!, substituindo A Diarista, que teve sua 4ª temporada finalizada precocemente por conta dos problemas de saúde de Claudia Rodrigues.

Episódio Piloto

O piloto exibido em 29 de dezembro de 2005, teve no elenco, Miguel Falabella (Mário Jorge), Adriana Esteves (Celinha), Diogo Vilela (Arnaldo), Debora Bloch (Rita), Alessandra Maestrini (Bozena), Mitzi Evelyn (Isadora), George Sauma (Tatalo) e Daniel Torres (Adônis). Além das participações especiais de Luís Salém e Daniel Zettel.

Havia algumas diferenças em relação às caracteristicas dos personagens. Isadora, por exemplo, era uma garota rebelde e respondona. Tatalo era um garoto extremamente burro. Adônis era um pré-adolescente obcecado pela beleza. Enquando que Rita, era uma mulher muito desleixada.

Neste episódio, a sitcom se passava num prédio de apartamentos, e não num condomínio. Marcou uma audiência de 34 pontos e 58% de Share. A maior audiência da história de toda a série.

Desenvolvimento

A atriz Débora Bloch, que interpretou Rita, não pode participar da série por estar envolvida em outros trabalhos. Marisa Orth a substituiu.

Marcela Ricca foi cotada para interpretar Isadora. Porém, devido a mudanças em sua personagem, o papel ficou com Fernanda Souza. Marcela fez uma participação especial no Episódio "Sem Terra, sem grana e sem vergonha".

Arlete Salles foi escalada originalmente para interpretar a síndica do condomínio, Zara. Porém ela ficou com o papel de Copélia, mãe de Celinha. Stella Miranda foi designada para viver a síndica Dona Alvara.

Ítalo Rossi entrou para o elenco do programa na segunda temporada, interpretando Seu Ladir. O personagem era muito citado na primeira temporada, fazendo com que ele fizesse sucesso. Assim colocando-o como personagem fixo. Ítalo se afastou da série por algumas semanas até voltar em julho de 2008. Saiu no final da segunda temporada devido a problemas de saúde.

Norma Bengell foi cotada para fazer participação especial no episódio "Falando Grosso", interpretando a lésbica Deise. O sucesso da personagem foi tanto, que a mesma começou a fazer mais participações especiais, até se tornar uma personagem fixa e ser creditada no elenco.

A personagem Dra Percy também era muito citada na segunda temporada. O ator Miguel Magno entrou na terceira temporáda para interpreta-lá. Apareceu em poucos episódios, pois Miguel faleceu aos 58 anos de idade devido a um câncer. Sua última aparição foi no episódio "Respondez Sil Vous Plait".

O Personagem Dirceuzinho, vivido por Leonardo Miggiorin, estava cotado para estar no elenco fixo, porém isso não se concretizou. O mesmo aconteceu com Carmem Verônica, que viveu Leda. Dirceuzinho apareceu em um episódio da segunda temporada e outro da terceira. Já Leda apareceu em dois episódios da 2ª temporada.

Mudanças nos personagens

Durante as três temporadas, alguns personagens sofreram certas modificações. Adônis (Daniel Torres) foi apresentado como um adolescente obcecado pela vaidade. Na segunda temporada, passou a sofrer os efeitos da puberdade. Já na terceira, se mostrou um garoto revoltado e traumatizado pelo comportamento de seus parentes, sendo o mais moralista da série.

Isadora (Fernanda Souza) foi mostrada como uma garota namoradeira de comportamento delinquente. Já a partir segunda temporada, o instinto "mau-carater" fala mais alto, e ela começa a ficar mais burra (sua burrice não era vista na primeira temporada).

Tatalo (George Sauma) foi inicialmente apresentado como um garoto avoado e alienado. A partir da segunda temporada, se mostra mais maduro e sensato. Já Dona Deise (Norma Bengell) começou como uma lésbica durona, mostrou um comportamento mais "carente" a partir da terceira temporada.

Final da Série

  • Atenção: Esté tópico contem SPOILERS!

O final da série foi dividido em 4 episódios, contados em forma de "novela". Começa com o episódio 03x31 - "A Guerra das Panelas". Onde um concurso de culinária apimenta a rivalidade entre Rita e Celinha. Porém, por causa do concurso, os moradores da favela "Nova Jambalaya" prometem se rebelar caso Dona Alvará não cumpra o que prometeu (de distribuir os pratos do concurso aos moradores).

Em 03x32 - Família Vende Tudo, os favelados invadem o prédio no momento do concurso. A favela toma cada vez mais conta do condomínio, e é dado como certa uma invasão. Celinha e Rita, revoltadas, planejam vender tudo de suas casas para assim, se mudarem rapidamente, cansadas da corrupção do condomínio. Ao final, foi revelado que Huan Huon Huá, chef de cozinha coreano chamado para avaliar as receitas do concurso, era um ladrão ex-transformista paraibando que roubou tudo de Dona Álvara. Ele tranca ela e os moradores do 11º andar no lavabo da casa de Celinha.

Em 03x33 - Revolução no Jambalaya, os moradores da favela roubam tudo das casas de Rita e Celinha (inclusive o rolo do papel higiênico). A invasão começa e os moradores do 11º andar estão reféns dos favelados.

Já no episódio 03x34 - A Caminho das Estrelas, a chef da milícia da favela Evalnecir afirma que os favelados subirão o prédio e que ninguém sairá vivo. Desesperados, todos pressionam Mário Jorge a reescrever a estória usando o notebook que Adônis escondeu em uma cratera em seu quarto. É aí que Seu Ladir chega em uma nave espacial para Salvá-los. Assim, todos entram na nave rumo à "Saturna" (Já que segundo Ladir, Saturno era transformista).

Antes de embarcarem na nave, Tatalo escreve na parede com uma tinta spray os dizeres "Nós Voltaremos!".

Personagens

Principais

  • Mario Jorge: Corretor e Ex-Surfista, Mario Jorge é ex-marido de Rita e casado com Celinha. Pai de Isadora e Tatalo. Mário Jorge sempre tem uma personalidade sarcástica, e quase sempre debocha de tudo. Se mostra preocupado com o "mau-caratismo" de Isadora, porém o seu carater também é duvidoso, pois sempre quer levar vantagem em tudo. É o estereótipo do chefe de família antiquado: largado, sempre usando bermuda e chinelo, adora ficar esparramado no sofá bebendo cerveja e ronca. É Torcedor do Vasco.
  • Celinha: Ex de Arnaldo e casada com Mario Jorge. Celinha tenta ser uma Dona de Casa exemplar. Adora cozinhar e tenta colocar tranquilidade em sua casa. Mas difícilmente consegue com tudo o que acontece. Sempre fica em conflito com o comportamento de sua mãe, e de vez em quando, tem uns surtos. É fã da Banda Calypso.
  • Arnaldo: Ex de Celinha e casado com Rita. Arnaldo é dentista e tem muito orgulho de sua profissão, porém, de vez em quase sempre comete alguns erros. É obsessivo ao extremo, qualquer coisa pra ele é motivo de grande indignação ou entusiasmo.
  • Rita: Ex de Mario Jorge e casada com Arnaldo, é corretora assim como o ex-marido, seu rival. Rita não consegue ser tão boa Dona de Casa como Celinha, por ser um tanto desleixada e estar sempre com pressa. A geladeira de sua casa está sempre vazia.
  • Copélia: Mãe de Celinha que foi morar com a filha após seu apartamento pegar fogo. Despachada e livre de qualquer Tabu, Copélia é extremamente ninfomaniaca e "pega de tudo". Já viajou muito e fez sexo com todo tipo de homem. Copélia sempre aparece com roupas extravagantes, mas ela gosta mesmo é de ficar nua.
  • Isadora: Filha de Mario Jorge e Rita, é uma "mau-carater do olho junto". Muito ambiciosa, Isadora está sempre dando um jeito de conseguir dinheiro, inclusive dando golpes em sua própria família. Já se elegeu vereadora (e foi deposta), e conseguiu um diploma falso de direito (para trabalhar como "adevogada"). Isadora, porém, é muito burra. Está sempre trocando os nomes e entendendo as coisas erradas. Isso se deve provavelmente a seu "olho junto" que Mario Jorge sempre afirma que ela tem.
  • Tatalo: Filho de Mario Jorge e Rita, é um tanto alienado e avoado. Raramente presta muita atenção ao que acontece em sua volta. Porém, com o passar do tempo, Tatalo adquiriu uma personalidade mais sensata e madura. Engravidou Gelda, uma engolidora de espadas de um circo e teve gêmeos, Arreli e Mareli. Depois, engravidou Patritchia, com quem teve Celita. É sempre esculachado pelo pai, por ter sido um bebê muito feio no passado.
  • Adônis: Filho de Celinha e Arnaldo, Andônis está a frente do seu tempo. Sempre preocupado com a moral, se sente traumatizado com o comportamento de seus famíliares. Tem uma postura séria, o que acaba sendo o personagem mais sóbrio da série.
  • Bozena: Nascida e criada em Pato Branco, cidade do sudoeste do Paraná, Bozena trabalha nas duas casas, mas demostra um afeto maior por Celinha. Divertida, adora contar casos de sua cidade-natal em momento inoportunos, o que irrita os outros. Se diz tratada como uma escrava, mas sempre acaba se metendo mais do que devia na vida dos patrões.
  • Álvara: Sindica e criadora do concomínio Jambalaya Ocean Drive. Perversa, maquiavélica e corrupta. Dona Álvara sempre impõe taxas extras aos condôminos para sanar as regalias da administração. Álvara não tem excrupulos e faz o que lhe convém sem se preocupar com ninguém. Tem um gosto especial pra ficar no pé de Mario Jorge, Celinha, Rita e Arnaldo, e sempre fica em uma das duas casas. É cleptomaniaca extrema, vive pegando coisas dos outros. Com o tempo, o simples ato de falar seu nome à chama.
  • Dona Deise: Uma moradora do prédio. Uma lésbica bem masculinizada. Vive cantando Celinha, Rita, Bozena e Dona Álvara (que a persegue). Devido ao preconceito que sofre, Deise se mostra uma pessoa carente e sempre aparece na casa de Celinha ou Rita atrás de companhia. Mas acaba tendo que ficar atrás da porta (já que, segundo à série, ter um sapatão atrás da porta dá sorte).
  • Seu Ladir: Marido de Dona Álvara e bissexual assumido. Pra ele tudo é "mara" (maravilhoso). Apesar de ser um um tanto afeminado e extravagante, para sua mulher ele é um "poço de testosterona". Adora dar em cima de Mário Jorge, pois tem um afeto muito grande por ele. Na primeira temporada ele era apenas citado, mas seu personagem fez tanto sucesso que decidiram colocá-lo na série. Seu nome vem da mistura dos nomes de seus pais: Lázaro e Nadir. Também tem um alter-ego, a drag-queen Dirla Thomas.
  • Dra. Percy: Psicologa do Condomínio, atende seus clientes no parque aquático. É adepta da "psicologia de confronto", que consiste em falar tudo na cara. Psicologia essa que fez ela ser expulsa do Conselho de Psquiatria. Não tem ética nenhuma e vive expondo os problemas de seus clientes para os outros. Na segunda temporada, Adônis demonstrou ter uma paixonite por ela.

Secundários e Especiais

  • Gelda: Engolidora de espadas em um cirto. Seu nome era pra ser Gilda, mas o escrivão estava bebado. Teve um namoro com Tatalo que resultou numa gravidez de gêmeos, Arreli e Mareli. Apenas apareceu em um episódio, na segunda temporada é citada por Tatalo por ela cobrar a pensão dos filhos.
  • Coronel Pavão: Apareceu em dois episódios. Tem uma grande paixão por Copélia, que o despreza.
  • Genevieve: Mãe de Mario Jorge. Nunca deu muito afeto ao filho. Tem um carinho por Celinha e um certo desprezo por Rita. Foi revelado que quando Mario Jorge era criança, ela o trancava em uma jaula.
  • Preá: Ex namorado da Isadora e dono da "Laje do Preá" em que acontece de tudo. Apareceu apenas em um episódio.
  • Marreta: Político e importante cliente de Arnaldo. Apareceu no primeiro episódio, onde Arnaldo colocou a prótese errada e Copélia lhe deu um alucinógeno.
  • Dolly Pancada Seca: Travesti tia de Celinha, seu nome verdadeiro é Edmilson. Apareceu em um episódio em que Celinha prepara um jantar especial para receber a tia que tinha saído da prisão. Ela matou seu marido após ele descobrir que ela era homem.
  • Shonganashana: Mestre espiritual maluco de Copélia. Aparece em 01x20 - O Homem que veio Arrochar.
  • Capivara/Ratão: Lider da Comunidade Porco Fumado, que Isadora representava nas eleições para vereadora. Tinha o apelido de Capivara, mas depois de uma cirurgia de redução de estômago, passou a se chamar Ratão. Teve um caso com Bozena.
  • Princesa Grace: Uma ex-namorada de Adônis. Se comporta como um cachorro. Late, morde, usa coleira e faz xixi no chão. Celinha e Arnaldo reprovavam a relação.
  • Lurdinha: Mãe de Princesa Grace. Também reprovava a relação da filha com Adônis.
  • Cidalva: Mãe de Arnaldo. Nunca está satisfeita com nada e vive reclamando de Rita. Ela diz que Arnaldo era uma criança feia.
  • Evangelina Durêia: Uma suposta socialite amiga de Lady Di que apareceu no episódio 02x14 - O Vestido que a Lady Deu. No final, foi revelado que ela era uma golpista.
  • Ícaro Mojave: Jovem Deputado com muitos processos nas coisas. Se casou com Isadora em Las Vegas e morreu em um acidente de Avião.
  • Dirceuzinho: Jovem aprendiz de Seu Ladir. Afeminado e de estilo "emo", é fã de várias cantoras de pop e considera Britney Spears uma Deusa. Apareceu em um episódio da segunda temporada e em outro da terceira, onde ele lança um livro falando sobre seu mestre.
  • Leda: Uma moradora do Jambalaya. Apareceu em um episódio com a boca em forma de "bico de pato", pois ao colocar um enchimento nos lábios feito por Ladir, Arnaldo a aplicou uma anestesia vencida.
  • Harolda Neves: Jornalista e criadora do jornal "A Trombeta da Barra". Adora expor os podres das pessoas, principalmente dos moradores do 11º Andar do Bloco C. e vive falando mal do cabelo de Rita. Tem um gorila de estimação chamado Saronga.
  • Patrycchia: Engravidou de Tatalo na Segunda temporada e teve Celita. Seu nome foi dado por sua mãe, que não percebeu que dois "Cs" se pronuncia como "T", ficando "Patrítia". Por causa de seu nome complicado, tem um comportamento extremamente infantil e fútil, e sempre deixa sua filha largada por aí.
  • Seu Eusébio: Pai de Patrycchia. Muito estressado e preocupado com o fato de sua filha ter engravidado precocemente.
  • Huan Huon Huá: Suposto Chef coreano que veio ao Jambalaya para avaliar as receitas de um concurso de culinária em 03x31 e teve um falso affair com Álvara. Em 03x32 foi revelado que Huan era uma ladrão paraibano que roubou tudo da síndica. Copélia revelou também que ele na verdade, era um transformista de nome Virgulina.
  • Jânio Boquinha: Um morador do Jambalaya que fazia oposição à administração de Dona Álvara. É grosso e mulherengo. Ao final, foi explicado que Dona Álvara o perseguia porque ele nunca a pegou.

Apenas citados ou que pouco apareceram

  • Arreli e Marili: Irmãos Gêmeos filhos de Tatalo com Gelda. O nome Arreli é em homenagem ao palhaço Arrelia e Marili é uma junção dos nomes Mario Jorge e Rita. Se comportam como macacos pois são criados por uma babá Gorila.
  • Celita: Filha de Tatalo com Patrycchia. Nasceu completamente peluda, mas perdeu pelo ao longo dos dias.
  • Xena: Cadela Pitbull de Dona Deise. É masculinizada como a dona. No final da série foi morta pelos moradores da favela e transformada em churrasquinho.
  • Saronga: Gorila de estimação de Harolda Neves. Jogou uma pedra em Arnaldo em um episódio.
  • Tia Eda: Tia falecida de Mario Jorge. É sempre citada por ele quando fala do nascimento de Isadora.
  • Tia Erda: Tia de Arnaldo que faleceu e deu toda sua herança para Tatalo, por quem tinha grande afeto. Não tinha uma boa relação com Arnaldo porque Rita sempre a chamava de "Tia Osta"
  • Átila: Pai de Celinha. Em um episódio, Copélia afirma que ainda era casada com ele, em outro, disse que se separaram, e em um outro episódio, ela disse que o largou.

Elenco

Principal

Secundário

Recepção

Por suceder a consagrada série A Diarista, Toma Lá Dá Cá não conseguiu uma boa recepção. O Jornal O Estado de São Paulo afirmou que a série é chata e chega a ser pior que Zorra Total. Também houve críticas em relação à semelhança com a sitcom Sai de Baixo, que tinha Miguel Falabella e Marisa Orth faziam um casal naquela série e nessa, estão divorciados.

Porém, a partir da segunda temporada, a série começou a ganhar popularidade. E sendo finalizada como um projeto de grande sucesso.

Metalinguagem

Na terceira temporada, era muito comum o uso da metaliguagem. Os personagens falavam livremente sobre a série. Em um episódio, Arnaldo disse que finge entender o que Bozena fala para não contrariar o Miguel (o autor). Em outro episódio, Celinha afirmou que Álvara sempre fica na casa dela pois seu cenário não emplacou. E em outro, Rita falou que a série estava terminando tarde demais e que estava irritando Caco Barcelos, que exibiria o Profissão Repórter logo em seguida.

No último episódio, Mario Jorge reescreveu a história para que os personagens pudessem ser salvos,

Jambalaya Ocean Drive

O Jambalaya Ocean Drive é condomínio ficticio que se situa na Barra da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro. Possui 11 blocos, representados pelas letras de A a K, e vários outros ambientes de uso comum dos condôminos. Os apartamentos dos personagens da série se situam no 11º andar do bloco C. É administrado pela síndica corrupta Álvara Miranda.

No condomínio há um parque aquático, playground, quadra poliesportiva, salão de beleza, salão de festas, a Academia FitnessJamba, entre outros.

Há também o famoso Matagal que se situa atrás do Bloco J. Funciona como um parque de diversões para Copélia, Ladir e outros personagens que buscam sexo e azaração, pois lá tem e acontece de tudo. Na segunda, o Matagal foi destruido para dar lugar à favela chamada "Nova Jambalaya".

Foi feita uma tentativa de criar um grande estádio de futebol, chamado "Alvarão", que não deu certo. Em um determinado episódio, foi afirmado que lá também existe uma universidade: a UniJamba.

Também teve a TV Jambalaya, que opera dentro do condomínio e exibiu programas como o telejornal "Jornal do Jambalaya", a novela "A Chama de Tupã" escrita por Dra. Percy, e o programa "Isadora - A Repórter de Peito".

Há também a MiJa, a Milícia do Jambalaya, um rígido grupo de operações especiais criado por Álvara.

O condomínio seria sede da OLICOBA - Olimpíadas dos Condomínios da Barra em 2010, mas isso não se concretizou.

No final da série, o condomínio foi invadido pelos moradores da favela agredindo e matando os condôminos. O Jambalaya Ocean Drive foi tomado por uma "nova junta administrativa".

Audiência

A série estreou com bom Ibope: 31 Pontos e 50% de Share. Apesar disso, a audiência caiu nos episódios seguintes, chegando a marcar entre 23 e 26 pontos. Indices inferiores à sua antecessora A Diarista.

A estreia da segunda temporada marcou 23 pontos. Sofreu oscilações durante o decorrer da temporada. A audiência recorde foi a do episódio "A Grama do Vizinho" que marcou 29 pontos. Pois foi exibida na quarta e depois da novela A Favorita.

Os 21 episódios da terceira temporada oscilaram entre 21 e 25 pontos (exceto o episódio "Respondez Sil Vous Plait" que marcou 20 pontos). Após isso, a audiência oscilou entre 18 e 21 pontos. O fato coincida com os baixos índices da novela Viver a Vida e da estreia do reality A Fazenda da Rede Record. Nas duas vezes em que foi exibida na quarta, marcou 29 pontos.

O Último episódio marcou modestos 19 pontos.

Prêmios

Prêmio Extra de Televisão

  • Melhor Série de 2007

Prêmio Qualidade Brasil

  • Melhor Atriz de Programa Humorístico de 2008: Alessanda Maestrini
  • Melhor Atriz de Programa Humorístico de 2009: Marisa Orth

Nota: A série também foi indicada ao Troféu Imprensa à Melhor Programa Humorístico de 2007. Toma Lá Dá Cá foi eleito o Melhor Programa Humorístico da Década de 2000 através de uma enquete feita pela comunidade "TELEVISÃO - TV".

Links

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória