FANDOM


Rede 21
21.jpg

Tipo

Rede de TV Aberta

Fundação

21 de outubro de 1996
7 de Julho de 2008 (Retorno)

Fundador

João Saad

Pertence à

Grupo Bandeirantes de Comunicação

Cidade de Origem

São Paulo - SP

Cobertura

Grande São Paulo e mais 44 municípios no Brasil, além de sinal via satélite e por operadoras de TV a cabo

Rede 21 (anteriormente Canal 21) é uma rede de televisão aberta pertencente ao Grupo Bandeirantes de Comunicão. Seu nome vem do fato de ser transmitido pelo canal 21 UHF de São Paulo. Atualmente exibe 22 horas de programação da Igreja Universal do Reino de Deus.

História

Canal 21 (1996 - 2003)

O Canal 21 surgiu com a proposta de ser uma emissora voltada para a cidade de São Paulo, Com um estilo urbano e moderno, com linguagem de rádio, trazendo informação, prestação de serviço e entretenimento.

Inicialmente com sinal apenas na capital, entrou no ar em 21 de Outubro de 1996. A primeira imagem foi a de um bombeiro escalando a torre de transmissão do Grupo Bandeirantes. Enquanto narrava o percurso, ele segurava uma bandeira com o logo do canal, e um helicóptero filmava toda a cena. Uma homenagem aos bombeiros da cidade.

Logo depois foi ao ar o primeiro programa, o Jornal do Meio Dia com com José Nello Marques e Silvânia Alves. E após, o Jogo Aberto com  com Ricardo Capriotti (curiosamente a Band aproveitaria o nome anos depois). Além de outros programas como Circular e Trânsito Livre. Durante a programação, eram exibidos informações de hora e temperatura ao lado da marca d'agua.

A programação inicial era composta pelos jornalísticos Jornal São Paulo e Jornal Dez, além de filmes, séries e videoclipes. Para preencher alguns "buracos" na programação, o canal exibia cenas de peixes nadando. Na verdade eram cenas gravadas em um aquário no Oceanarium, que ficava no Shopping Morumbi. A TV Fish encerrava e iniciava a programação da emissora, enquanto tocava uma trilha sonora new-age.

Em 1999, começa a ser transmitido via satélite para todo o Brasil através do satélite BrasilSat B1. Entre 2000 e 2003, o Canal 21 ganhava suas primeiras afiliadas e retransmissoras.

Rede 21 (2003 - 2006)

Em 1ª de Junho de 2003, o canal passou a se chamar Rede 21, após tornar-se oficialmente uma rede de TV. Isso aconteceu após a afiliação da TV Brasília que deixava de retransmitir o sinal da RedeTV!. Até 2005, a rede ganhou diversas retransmissoras e afiliadas pelo país.

A partir de 2005, a rede veiculava apenas 5 horas de programação diária, das 19h à 0h, em sua maior parte, exibindo séries e animes. No resto do dia, a grade era preenchida por programas religiosos e televendas. Algumas afiliadas aproveitavam para exibir programação local.

Até junho do mesmo ano, quando a Rede 21 que estava em presença em 14 capitais e cidades do interior com maior número de afiliadas e retransmissoras, começou a perder muitas delas depois de julho. No fim do ano, a grade de programação que continha 5 horas diárias foi reduzida ainda mais. Diversos apresentadores foram demitidos, o contrato para exibir algumas séries americanas foi terminado, além dos planos para uma versão brasileira do programa Top of the Pops foram cancelados.

No início de 2006, a emissora passou a exibir, como saída, os programas da Gamecorp, que até então eram exibidos na novata MixTV. Após dez anos no ar, o nome Rede21 foi extinto, e a emissora passou a se chamar PlayTV em 5 de Junho de 2006.

Fase PlayTV (2006-2008)

A PlayTV exibia programas da Gamecorp das 17h às 22h, o restante da programação ficava sob os cuidados do Grupo Bandeirantes. O novo canal passou a ser transmitido por um tempo nas antenas parabólicas em sinal analógico, em uma frequência alugada pelo grupo. Isso durou pouco tempo, pois o canal passou a servir para aluguel de horário para religiosos, televendas e Call TVs.

Porém, a associação do Grupo com a Gamecorp provocou várias denúncias pela imprensa, pois o presidente da empresa, conhecido como Lulinha, é filho do então Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, aém ao fato das denúncias que mostravam rápido enriquecimento em seu patrimônio pessoal.

A parceria que duraria até 2016 começou a ser desfeito no início de 2008 com o fim de vários programas da PlayTV. O Grupo Bandeirantes não ficou satisfeito com o novo canal e decidiu quebrar contrato com a Gamecorp.

Rede 21 - Retorno (2008 - Atual)

A PlayTV foi ao ar pela última vez em 6 de Julho de 2008. No dia seguinte, o canal foi ao ar com o nome de Rede 21. A volta foi repentina e surpreendente, pois não houve nenhum aviso do retorno do canal nem à imprensa e nem ao público.

A Rede 21 retornou com uma programação nova e sem nenhum vestígio do canal anterior. Entre os novos programas estavam o Território Livre apresentado Jackeline Petkovic e Maurício Mendes, o bloco de clipes Enter, o retorno do Jornal 10, o jornalístico Doc. 21 e o talk show de Larry King. Voltou com uma programação mais simples e enxuta.

Fase IMPD (2008 - 2013)

No dia 1º de Agosto, em menos de um mês depois do retorno da 21, o Grupo Bandeirantes fechou contrato com a Igreja Mundial do Poder de Deus. Com isso, a programação da Igreja de Valdemiro Santiago começou a ocupar 22 horas de programação diária da emissora.

A programação religiosa substituiu diversos programas independentes exibidos no canal. Os poucos programas da Rede 21 saíram do ar e a equipe dos mesmos foi demitida. A programação própria do canal foi reduzida para apenas duas horas diária. Espaço esse preenchido pelo bloco jornalístico de 60 minutos Doc. 21 durante a tarde e a noite. A Rede perdeu algumas afiliadas, mas ganhou outras, além de algumas retransmissoras.

Em 19 de fevereiro de 2013, o jornalista Daniel Castro afirmou que a Rede 21 foi multada por R$ 12.794,08 pelo Ministério das Comunicações, por não cumprir a lei que obriga todas as emissoras e redes de televisões brasileiras com sinal aberto a terem no mínimo 5% por dia (1 hora diária) de jornalismo na grade. O Grupo Bandeirantes negou essa informação afirmando que o canal cumpre essa regra (através do Doc. 21).

Em outubro de 2013, a imprensa revelou que a igreja devia entre R$ 14 a 21 milhões a emissora por falta de pagamento.Valdemiro Santiago utilizou seu programa para, desesperadamente, pedir para que os fiéis doassem mais. E aproveitou para atacar Edir Macedo da IURD, que segundo ele, havia convencido a emissora a tirá-lo do ar.

À 0h de 8 de novembro, depois de mais de cinco anos, a Rede 21 deixou de transmitir a programação da IMPD. Para preencher o espaço, o canal se tornou uma retransmissora do canal Terra Viva, sem qualquer aviso à público, imprensa e afiliadas.

Fase IURD (2013 - Atual)

Em menos de uma semana depois de deixar de exibir os programas da IMPD, a Rede 21 passa a exibir os programas da TV Universal e continua assim até os dias de hoje.

O futuro da Rede 21 é incerto e não existe expectativa para um retorno do canal com programas próprios. Tendo em vista que a IURD paga um aluguel milionário para manter a exibição da programação do canal, e o Grupo Bandeirantes não mostra nenhum interesse em investir na emissora desde que ela retornou em 2008. O provável é que o canal continue nessa mesma situação por muito tempo.

Polêmicas

Em 2001, a apresentadora de telejornal Jornal das 10, a jornalista Luciana Bonafé Ferraz do Amaral, teve que se afastar para tratar um câncer de mama em estágio inicial. Por causa disso, ela teve que passar por tratamentos agressivos como a mastectomia e quimioterapia.

Mesmo com tudo isso, ela não quis se afastar do trabalho, e propôs à Rede 21 que continuasse à frente do telejornal. Ao o receber resposta da chefia da emissora, na época presidida por Ubirajara Valdez, ela se surpreendeu com a resposta dada por ele sobre a própria saúde e que não aceitava a volta ao telejornal, presenciada por várias testemunhas dentro da emissora: “a novela ‘Laços de Família’ acabou. A personagem morreu. O Canal 21 não se presta a experiências”.

Indignada com a resposta,Luciana Bonafé resolveu nunca mais comparecer na emissora e entrar com processo contra o Grupo Bandeirantes de Comunicação (responsável pelo canal) por danos morais e pela a empresa ter impedido de trabalhar na emissora e ainda denunciar a emissora por fraude na contratação (de 1994 a 1998 era contratada pela Band, quando foi transferida para Rede 21 até sair no final de 2001, como se tivesse trabalhando única emissora). Mas o grupo preferiu recorrer da sentença.

Em 3 de dezembro de 2004, a Rádio e Televisão Bandeirantes Ltda e a Rede 21 de Comunicações Ltda foram condenadas pela Justiça a indenizarem ex-apresentadora. A decisão foi da 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo). A jornalista pedia R$ 1,00 (valor simbólico) para reparar dano moral sofrido, mas a Justiça estipulou o valor de R$ 25 mil, que será revertido em favor do Hospital do Câncer de São Paulo, No entanto, o grupo decidiu recorrer novamente da sentença.

Em 29 de novembro de 2007, o Grupo Bandeirantes tentou um Mandado de Segurança contra a Justiça para não indenizar a ex-jornalista, que nos valores atuais e com juros, chegaria aos R$ 233.342,47, mas a Justiça negou recurso. O caso até hoje segue em andamento.

Outro caso polêmico foi o aluguel de 22 horas de programação da Rede para a Igreja Mundial do Poder de Deus. Após as constantes críticas do público e de jornalístas, o Grupo Bandeirantes e os bispos da igreja se defendem. O grupo alegou que foi a única solução para o canal depois do fracasso da parceria com a Gamecorp e que o alugamento levaria a igreja ser conhecida por todo o Brasil. Já os bispos e responsáveis da IMPD afirmaram que os horários foram alugados para divulgar as pregações dos pastores da mesma igreja em São Paulo, bem como também de diversos lugares do Brasil onde as imagens da igreja chega.

Uma das hipóteses levantadas para esclarecer a parceria foi que ela serviria para sanar uma crise que o Grupo Bandeirantes sofria com o passar dos anos com a perda de audiência da Band. O problema é que a emissora estaria agindo de maneira irregular. Pois segundo a lei, a programação independente (exibida em horários alugados) em uma emissora aberta não pode ultrapassar à 25% da grade semanal (ou seja, 6 horas diárias). Caso a lei seja quebrada, a emissora deveria ser multada, e caso insistisse, teria a concessão cassada.

Programação

Como a programação religiosa da Igreja Universal do Reino de Deus ocupa 22 horas de programação diária, sua programação própria se restringe ao Doc. 21, um boletim de notícias exibido em duas edições todos os dias. Fora isso, de vez em quando exibe alguns outros programas muito raramente, como por exemplo o Jornal Terraviva.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória