FANDOM


Avenida Brasil
Avenidabrasil

Tipo

Novela

Horário

21hs

Emissora

Rede Globo

Escrita por

João Emanuel Carneiro

Direção

Ricardo Waddington

Amora Mautner

José Luiz Villamarim

Estreia

26 de Março de 2012

Último Capítulo

19 de Outubro de 2012

Nº de Capítulos

179

Avenida Brasil foi uma "novela das nove" produzida pela Rede Globo. Escrita por João Emanuel Carneiro, com colaboração de Antonio Prata, Luciana Pessanha, Alessandro Marson, Márcia Prates e Thereza Falcão, tendo direção de Gustavo Fernandez, Thiago Teitelroit, Paulo Silvestrini, André Câmara e Joana Jabace, direção geral de José Luiz Villamarim e Amora Mautner e direção de núcleo de Ricardo Waddington.

Exibida entre 26 de Março de e 19 de Outubro de 2012, foi a novela brasileira de maior sucesso dos últimos 5 anos, além de ser a obra mais exportada da emissora. Ganhou diversos prêmios, inclusive sendo indicada ao Emmy International.

No elenco estão Adriana EstevesDébora Falabella, Murilo Benício, Cauã Reymond, Marcello Novaes, Eliane Giardini, Marcos Caruso, Vera Holtz, Juca de Oliveira, José de Abreu, Juliano Cazarré, Débora Nascimento, Cacau Protásio, Alexandre Borges, Débora Bloch, Camila Morgado, Carolina Ferraz, Letícia Isnard, Nathalia Dill, Heloísa Perissé, Ísis Valverde, entre muitos outros.

Enredo

Primeira Fase

  • Aviso: A seção abaixo contém SPOILERS.

A história começa em 1999. Genésio é um viúvo solitário que acaba de se casar com Carmen Lúcia, uma mulher aparentemente simples e sem maldade, mas que esconde ser um demônio de ambição que só pensa em se aproveitar de Genésio e planeja um golpe.

O plano estaria nos conformes, se não fosse Rita, a filha de Genésio, que, esperta, descobre todo o plano de Carminha e a desmascara para seu pai. Mas, é tarde demais, e o pior acontece, Genésio morre atropelado em plena Avenida Brasil pelo craque do futebol Jorge Tufão, que acabou de vencer o campeonato brasileiro.

Este, cheio de culpa pela morte de Genésio decide se aproximar da recém-viúva Carminha para confortá-la, e ela, mesmo entendendo tudo, vê a oportunidade perfeita para se casar com Tufão e enfim se tornar rica. Além disso, depois de ficar com todo o dinheiro de Genésio, Carminha (com a ajuda de seu amante e cúmplice Max) leva Rita para um lixão, onde ela cresce alimentando um desejo insaciável de vingança.

No lixão, Rita sofre nas mãos de Nilo, um homem ambicioso e cruel que se aproveita dos menores para conseguir dinheiro com o lixo coletado. Mas, ela se aproxima de Lucinda, uma mulher humilde e carinhosa que acolhe as crianças do lixão como seus próprios filhos.

É lá que ela conhece Batata, um garoto que foi abandonado ainda bebê no lixão, e os dois acabam se tornando muito amigos, vivendo um lindo relacionamento infantil, inocente, porém muito significativo para os dois. O destino porém os separa, quando Rita é adotada por um rico casal argentino, e ela, depois de mudar seu nome para Nina, cresce querendo cada vez mais se vingar da mulher que destruiu sua vida.

Carminha consegue se casar com Tufão, depois de separá-lo de Monalisa, dona de um salão de beleza com quem até então Tufão estava comprometido. Carminha passa a morar numa luxuosa mansão no fictício bairro suburbano do Divino, na zona norte do Rio de Janeiro. Pouco tempo depois que Rita sai do lixão, ela adota Batata, que na verdade é o filho biológico dela com Max, e que ela abandonou no lixão quando ele acabou de nascer pois não tinha condições de criá-lo.

O garoto é muito bem recebido na casa de Tufão, e inclusive passa a ser chamado de Jorginho. Ele, porém, jamais se esqueceu de Rita, assim como esta jamais se esqueceu de Jorginho. 

Segunda Fase

É 2012; Nina cresceu e se torna uma excelente chefe de cozinha, na Argentina, mas quando perde seus pais adotivos, resolve voltar ao Brasil para iniciar seu plano de vingança, abandonando seu namorado e suas duas irmãs.

Ela conhece Ivana, irmã de Tufão, pela internet e consegue ser contratada pela família, assim aproximando-se para vingar-se de Carminha. Esta agora é uma esposa exemplar casada com Tufão, ou pelo menos aparenta ser, já que na verdade é uma fingida mãe de família e querida por todos que ela esconde repudiar. A única pessoa de quem ela realmente gosta é Jorginho, seu filho biológico que todos acreditam ser adotado, e que na verdade nunca admirou sua mãe e apesar de saber pouca coisa sobre ela. Está ciente de que ela não vale o que aparenta ser.

Carminha ainda é mãe de Ágata, outro fruto de seu caso com Max, que porém todos acreditam que é filha dela com Tufão. Ágata foi criada pela família de Tufão, e sempre admirou sua mãe, mesmo ela a tratando com repudio e implicando constantemente com ela pelo fato dela estar a cima do peso. A boa pose de Carminha é apenas fachada, já que ela chegou à alta sociedade, mas continua com a maldade enraizada, criando situações e, mantendo um caso com Max, hoje casado com a irmã de Tufão, a divertida Ivana, por armação de ambos.

Jorginho é noivo de Débora, uma moça rica e bem intencionada. Débora, por sua vez, é filha de Cadinho, um executivo comprometido com três mulheres, sem o conhecimento delas a princípio: Verônica, uma mulher rica, fútil e dominadora mãe de Débora; Noêmia, uma mulher culta e moderna, mãe de Tomás; e Aléxia, seu caso mais recente, uma mulher rica e independente que se envolveu com Cadinho para engravidar e criar sua filha, Paloma, sozinha. Esta última é a única que sabe dos dois casamentos de Cadinho, e nunca quis se envolver seriamente com ele, apesar dele ter optado por se aproximar de Paloma.

Rita, agora como Nina, passa a conviver com a família de Tufão, porém descobre que Jorginho, filho de Tufão e Carminha, é seu amor de infância, ficando então dividida entre o amor e a vingança contra sua ex-madrasta Carminha. O relacionamento de Nina e Jorginho é acobertado pela doce mãe Lucinda. Já Nilo, quando descobre que Nina e Rita são a mesma pessoa, usa isso como chantagem. Lucinda ainda recebe em sua casa Santiago, um senhor que conserta brinquedos, antiga paixão de Lucinda com quem ele volta a se envolver. Porém, o que ninguém sabe é que Santiago é o maior vilão da história, uma vez que é pai e mentor de Carminha.

Reta Final

Muitas reviravoltas acontecem na trama, inclusive um inusitado triângulo amoroso entre Nina, Jorginho e Max, quando este último se apaixona perdidamente pela cozinheira.

Depois de descobrir tudo sobre Nina, Carminha resolve dar uma lição nela. Mas já é tarde, pois Nina conseguiu fotografar Carminha e Max fazendo amor, e assim usando as fotos como chantagem para a megera, ameaçando sua separação com Tufão.

Um clima de suspense surge nas últimas semanas da novela quando Max é misteriosamente assassinado no lixão. A culpa recai sobre Lucinda, que na verdade confessa ter matado o próprio filho para acobertar o verdadeiro assassino.

No último capítulo, depois que a máscara de Santiago cai na frente de todos, ele sequestra Tufão e Nina, e Carminha tem a oportunidade perfeita para se livrar das pessoas que tanto odiou, mas, após refletir sob seus atos ela deixa seu pai em desvantagem e resolve se render.

Num interrogatório judicial, Carminha confessa ser a verdadeira assassina de Max, e diz que o matou por legítima defesa, depois que ele enlouqueceu e levou todos para o lixão fazendo de Lucinda, Nilo, Carminha, Nina e a família de Tufão reféns. Carminha atingiu a cabeça do amante com uma enxada depois dele ter ameaçado matar Nina.

Lucinda foi a única testemunha de que Carminha matou Max, e por isso resolveu acobertá-la, pois sempre se sentiu em dívida com a megera, uma vez que ela sempre acreditou ter sido a responsável pela morte da mãe de Carminha. Este segredo fora revelado apenas nas últimas semanas da trama, mas no final descobriu-se que Santiago é o verdadeiro responsável pela morte de sua própria mulher.

Produção

Escolha do Elenco

Primeiramente, Eliane Giardini (que interpreta Muricy) chegou a ser chamada para viver Carminha, e Fabiula Nascimento seria a personagem jovem. Mas a direção da novela, preferiu chamar uma atriz para viver a vilã nas duas fases. Com isso, a emissora pensou em dois nomes: Alessandra Negrini e Adriana Esteves. Como Alessandra já havia interpretado uma vilã no horário das nove, Adriana ficou com o papel.

Alinne Moraes havia sido cotada para viver Nina, devido a semelhança com a atriz-mirim Mel Maia. Mas por questões contratuais, Débora Falabella ficou com o papel. Houve expeculações de que Eduardo Moscovis. teria sido escalado para viver Max. Mas o autor garantiu que Marcello Novaes sempre foi sua única opção para o papel.

Marjorie Estiano foi convidada pessoalmente por Amora Mautner para dar vida a Suelen, porém, como havia sido convidada para atuar em Lado a Lado, recusou, ficando o papel para Isis Valverde,.

Fernanda Montenegro e Regina Duarte foram convidadas para o papel de Lucinda, que recusaram o convite. O papel acabou sendo assumido por Vera Holtz. Mariana Ximenes daria vida a Débora, mas o autor preferiu uma atriz com rosto jovem. Entre Nathália Dill e Milena Toscano , o papel ficou com Nathália. Juliana Paes também foi convidada, para fazer Noêmia.

Diversos atores foram cotados para a novela, mas descartados por estarem envolvidos em outros trabalhos.

Abertura

A abertura foi criada pelo diretor Alexandre Pit Ribeiro. Foi montada uma passarela semelhante a da Avenida Brasil do Rio de Janeiro, com 135 bailarinos profissionais dançando como no Baile Charme. Um grande telão de led foi usado no fundo similando os farois de carros. A coreografia ficou por conta de Dudu Neles.

A música que serviu de tema foi "Vem Dançar com Tudo", interpretado por Robson Moura e Lino Krizz. Trata-se de uma adaptação da música "Danza Kuduro" do cantor português Lucenzo, que teve versão brasileira cantada por Latino, sem ter pagado pelos direitos.

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Débora Falabella Nina García Hernández / Rita Fonseca de Souza
Adriana Esteves Carmen Lucia Moreira de Souza Araújo (Carminha)
Murilo Benício Jorge Araújo (Tufão)
Cauã Reymond Jorge Moreira de Araújo Filho / Cristiano Oliveira (Jorginho)
Marcello Novaes Maxwell Pereira Oliveira (Max)
Eliane Giardini Muricy Araújo
Marcos Caruso Leleco Araújo
Heloísa Perissé Monalisa Barbosa
Ísis Valverde Suelen
Nathalia Dill Débora Magalhães Queirós
Vera Holtz Lucinda
José de Abreu Nilo Oliveira
Leticia Isnard Ivana Araújo Oliveira
Juca de Oliveira Santiago Souza
Alexandre Borges Carlos Eduardo de Souza Queirós (Cadinho/Dudu)
Débora Bloch Vêronica Magalhães Queirós
Camila Morgado Noêmia Buarque Queirós
Carolina Ferraz Aléxia Bragança Queirós
Juliano Cazarré Adauto
Cacau Protásio Zezé
Ronny Kriwat Tomás Buarque
Fabíula Nascimento Olenka Cabral
Thiago Martins Leandro
Débora Nascimento Tessália das Graças Mendonça
José Loreto Darkson Silas
Daniel Rocha Roni (Roniquito)
Ailton Graça Paulo Silas
Cláudia Missura Janaína
Otávio Augusto Diógenes
Paula Burlamaqui Dolores Neiva (Soninha Catatau)
Betty Faria Pilar Albuquerque
Bianca Comparato Betânia de Almeida
Luana Martau Maria da Purificação (Beverly Hills)
Emiliano D'Ávila Lúcio
Carol Abras Begonia García Hernández
Bruno Gissoni Iran Barbosa
Cláudia Assunção Neide
João Henrique Gago Valdo
Felipe Abib Jimmy Bastos
André Luiz Miranda Valentim
Murilo Elbas Branco
Patrícia de Jesus Jéssica
Ana Karolina Lannes Ágatha Moreira Araújo
Bruna Griphao Paloma Bragança
João Fernandes Picolé
Jean Pierre Noher Martin García Hernández
Márcio Tadeu Padre Solano
Vilma Melo Conceição
Felipe Tito Sidney Mendonça
Kiko Pissolato Jair
Marcella Valente Renata
Tony Ramos Genésio Fonseca Souza
Mel Maia Rita Fonseca de Souza (criança)
Bernardo Simões Jorge Araújo Filho (Batata/Jorginho) (criança)

Repercussão

Explícitamente, Avenida Brasil foi um sucesso de crítica e público. Durante a trama, muitos personagens se sobressaíram, como a piriguete Suélen (Ísis Valverde); as empregadas Zezé (Cacau Protásio) e Janaína (Cláudia Missura); Adauto (Juliano Cazarré); do casal Leleco e Muricy, formado pelos veteranos Marcos Caruso e Eliane Giardini; Darkson (José Loreto); o pai do lixão Nilo (José de Abreu); além é claro, da própria vilã da novela, Carminha (Adriana Esteves).

Outro destaque, foi a atriz-mirim Mel Maia, que interpretou Rita criança. A atriz afirmou na época, que ao contracenar com Adriana Esteves"tinha medo de contracenar com ela. Era uma bruxa má".

A novela foi o assunto favorito nas redes sociais, sendo o mais comentado em praticamente todos os capítulos. Em especial na cena em que Carminha enterra Nina/Rita viva, na cena em que Nina/Rita começa a humilhar Carminha na mansão da família de Tufão, e na cena em que Carminha é desmascarada na frente de toda a família.

Entre os profissionais da Rede Globo, muitos se manifestaram sobre a novela nas redes sociais. Foi o exemplo de Willian Bonner e Luciano Huck que se mostraram fãs da trama. Além de Zeca Camargo que montou uma espécie de "organograma" explicando a ligação de cada personagem na novela.

Segundo parte da imprensa, o último capítulo da novela praticamente "parou o país". E segundo a mesma, ruas das principais capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Belém e Manaus ficaram desertas. No dia, o Jornal Nacional, o Globo Repórter e o Jornal da Globo tiveram pautas exclusivas sobre a novela. Não só eles, como alguns programas da concorrência e parte da mídia impressa se dedicou a abortar o aguardado último capítulo.

Também foi notíciado a possibilidade de haver um apagão em grande parte do pais, em vista da audiência do capítulo final (o que não aconteceu). Com isso, a companhia eletrica chegou a reforçar o abastecimento de energia, como foi informado.

Outra fato curioso, que foi notícia internacional, foi o fato da presidente Dilma Rousseff mudar sua agenda de compromissos, adiando um comício, que promoveria a candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, por conta do último capítulo.

Parte da crítica especializada definiu Carminha e Flora (da novela A Favorita, de mesmo autor), como as maiores vilãs da televisão brasileira. Desbancando "lendas" como Odete Roittman de Vale Tudo. O motivo alegado foi que o jeito "povão" de Carminha a fez se "familiarizar" com o público.

A revista internacional Forbes informou que a novela faturou R$2 Bilhões, sendo o maior faturamento da televisão latina. 

A novela também foi sucesso em Portugal, apesar de não repetir a mesma audiência. A trama na reta final repetiu o mesmo sucesso daqui, lá.

Audiência

Dias Seg Ter Qua Qui Sex Sab Média
26/03 a 31/03 37 36 35 36 32 27 34
02/04 a 07/04 40 37 34 35 33 27 34
09/04 a 14/04 39 39 40 39 35 28 37
16/04 a 21/04 41 40 38 39 35 30 37
23/04 a 28/04 39 40 41 41 37 32 38
30/04 a 05/05 40 39 40 40 36 30 38
07/05 a 12/05 40 39 38 36 34 30 36
14/05 a 19/05 41 41 39 39 39 32 39
21/05 a 26/05 42 41 40 41 38 34 39
28/05 a 02/06 40 39 33 41 39 32 37
04/06 a 09/06 38 41 40 40 42 35 39
11/06 a 15/06 42 42 39 40 39 31 39
18/06 a 22/06 41 43 42 40 40 33 40
26/06 a 01/07 42 39 38 39 38 32 38
02/07 a 07/07 40 40 40 39 37 31 38
09/07 a 14/07 41 40 39 42 36 32 38
16/07 a 21/07 41 41 36 40 39 35 39
23/07 a 28/07 45 45 42 42 41 34 42
30/07 a 04/08 46 41 38 42 38 35 40
06/08 a 11/08 44 42 39 41 40 33 40
13/08 a 18/08 43 43 37 43 40 36 40
20/08 a 25/08 44 38 39 40 38 31 38
27/08 a 01/09 44 42 39 40 36 31 39
03/09 a 08/09 42 41 37 36 34 27 36
10/09 a 15/09 37 41 37 41 37 31 37
17/09 a 22/09 37 35 38 38 37 32 36
24/09 a 29/09 41 40 43 43 40 36 41
01/10 a 06/10 45 42 43 46 43 42 44
08/10 a 13/10 49 46 45 42 42 38 44
15/10 a 19/10 49 47 45 48 52 32 46
  • Meta: 40 Pontos
  • Recorde Positivo: 52 Pontos (18/10)
  • Recorde Negativo: 27 Pontos (31/03 e 07/04)
  • Média Geral: 39 Pontos

A Novela estreou em 26 de Março com 37 pontos e 61% de Share. A trama encontrou uma certa dificuldade para atingir a meta já que concorria com a reta final da novela Vidas em Jogo da Rede Record. Repetindo o que aconteceu com A Favorita que estreiou na reta final de Caminhos do Coração.

No aguardado centésimo capítulo (em que Carminha descobre que Nina é Rita), em 19 de junho, a trama teve média de 45 pontos, com alguns picos de 50, e 68% de share. 

Em 6 de outubro, a novela atingiu sua melhor audiência em um sábado, 42 pontos de média, 45 de pico e 59% de share. Uma vez as audiências das novelas costumam ser baixas no sábado.

No dia 19 de outubro, último capítulo, Avenida Brasil marcou 52 pontos de média. Com picos de 56 e 81% de share, um número muito elevado para os atuais padrões televisivos. Com isso, a novela se tornou a atração televisiva de maior audiência de 2012, superando a final da Taça Libertadores entre Boca Juniors e Corinthians, que marcou 51 pontos.

Críticas e Controvérsias

Apesar de ter sido sucesso de pública e crítica, Avenida Brasil não escapou das críticas negativas. A maioria delas, relacionadas ao seu enredo.

A Revista Veja mostrou as inconsistências durante alguns momentos da trama e, em especial, em seu desfecho. O último capítulo da novela foi classificado pela revista como "previsível". O aguardado arrependimento de Carminha foi considerado "contraditório". Em determinado momento, a personagem afirma que adorava morar com a família e que amava Tufão, mas durante todo o desenrolar da história, ela disse ser casada com um "paspalho" e sua família era um bando de "toupeiras".

Além de incoerências, houve erros crasos, perguntas sem respostas e personagens sem desfecho. Um deles é Santiago que teve sua cena final em um aeroporto aonde fugiria para o Uruguai, mas foi impedido por Carminha, que lhe disparou um tiro no pé, e libertou os reféns Nina e Tufão. Após isso, o personagem não apareceu mais.

Ágatha, que teve sua participação reduzida na reta final, não aparece junto à família no último capítulo (ela vai estudar culinária no exterior e a novela ganha uma passagem de tempo de 4 anos). Diversos personagens secundários que foram importantes em determinados momentos da trama também não tiveram seus finais abordados.

Ainda teve inconsistências temporais. Como quando Lucinda foi inocentada do assassinato de Max (após Carminha ter confessado), ter saído da cadeia semanas depois. No lugar dela, Carminha é condenada, mas não é apresentado os trâmites do processo, ficando apenas três anos na prisão. Contrariando todas as expectativas de pena previstas no Código Penal.

Outra pergunta sem resposta, seria o suposto analfabetismo de Adauto, afirmado no meio da trama, mas contrariado no último capítulo, mostrando que ele teria estudado em um colégio interno. Sem falar que ele trabalhava de gari, pois um requisito mínimo para tal é ter o ensino fundamental completo.

Houve também críticas a atuações de alguns personagens, como Nina interpretada por Débora Falabella, que morou anos na Argentina e não apresentou nenhum sotaque ou algo que mostrasse que ela viveu no país. E o mesmo vale para Begônia, vivida por Carol Abras. E também Suellen, que afirmou ter nascido na Bolívia e não apresentou nenhum sinal cultural do país.

Também houve uma certa rejeição ao núcleo do personagem Cadinho. Parte do público que o núcleo aparecia alheia a obra, não combinando com o resto da trama.

Os acontecimentos finais foram classificados por alguns críticos como "politicamente correto", já que os "vilões" pagaram por seus erros e os "mocinhos" tiveram seus finais felizes. Houve críticas pelo abuso de clichês, uma vez que a novela era dita como "inovadora". O final teve gravidez, casamento e confraternizações, seguindo a linha da maioria das novelas.

Prêmios

A Novela colecionou dezenas de prêmios. 41 ao total e 118 indicações. Ganhando em premiações como Troféu Imprensa, Melhores do Ano, Premio Contigo! de TV e Troféu APCA. Entre os maiores ganhadores estão João Emanuel Carneiro, Adriana Esteves, Murilo Benício, Ísis Valverde e Mel Maia.

Avenida Brasil foi indicada na categoria Melhor Novela do Emmy International de 2013, e sendo considerada a favorita a receber a estatueta. Porém não acabou ganhando, e o prêmio surpreendentemente foi entregue à Lado a Lado, também da Rede Globo, que curiosamente amargou uma péssima audiência no horário das 18h, mas que agradou a crítica.

Popularidade

Por ter sido um sucesso de público e crítica no Brasil. Obviamente Avenida Brasil se tornou um fenomeno popular. Consagrou personagens únicos e gerou memes nas redes sociais. Foi considerada por alguns críticos como um retrato da nova classe média brasileira, uma mudança nas tramas da emissora, conhecida por retratar em seus programas a elite econômica, o que teria motivado tamanho sucesso, notadamente superior às suas anteriores, e adesão do público.

Foi uma novela contemporânea assim como Cheias de Charme, que também seguiu a linha de representar a classe média como núcleo principal. E que também fez sucesso. Em um levantamento feito por Veja indicou que 79% dos personagens da trama representavam a classe média brasileira, o que não tinha sido seguido por nenhuma novela nos últimos 10 anos.

Além disso, a representação da classe média e do subúrbio carioca passou pela construção de diversos cenários por onde se passou a história. Como na mansão da família de Tufão, em que é evidente o estilo "emergente" e "novo rico", com exageros na decoração e obras de artes caras, e no bairro fictício do Divino, com bares movimentados, camelôs e postes carregados por propagandas.

No Twitter, a novela teve participação histórica. A hashtag #OiOiOi (Fazendo referência ao refrão da música de abertura, e que sempre vinha acompanhado da númeração do capítulo do dia) alcançou o topo dos Trending Topics praticamente em todos os capítulos.

Muitos memes foram criados durante a exibição da trama. Como o "congelamento", em que um personagem tinha sua imagem paralisada no final de cada capítulo sob fundo musical de suspense e que definia uma cena de suspense a ser concluída no capítulo seguinte. 

Outro meme foi a frase de Carminha, que usava quando tinha problemas: "Tudo culpa da Rita!"

Exibição Internacional

Avenida Brasil se tornou a novela brasileira mais exportada, superando Da Cor do Pecado (de mesmo autor) que até então era a novela mais vendida.

Já foi licenciada por 125 países e dublada para 17 idiomas diferentes. Foi licenciada para países da América Latina, Europa, 57 países da África e países do Oriente Médio.

Em Portugal marcou 17.3 pontos de audiência e 40.3% share em seu ultimo capitulo, ou seja, mais de 1.6 milhão de espectadores assistiram ao desfecho da novela. A trama estreou na SIC, em setembro de 2012, e se tornou um dos programas mais assistidos do país, perdendo apenas para Dancin Days, coprodução da Globo com a SIC.

Na França a novela estreou no horário nobre do canal France Ô. Também marcou bons índices de audiência na Grécia, Croácia e Hungria.

Na Argentina, desde sua estreia em 16 de dezembro de 2013, a novela aparece entre os programas mais vistos e geralmente lidera o audiência garantindo bons índices à Telefé, inclusive vencendo programa apresentado Marcelo Tinelli, seu principal concorrente no horário. No Chile, a obra chegou ao fim com o título de novela brasileira mais assistida dos últimos 10 anos. No México, Avenida Brasil aumentou.

Abaixo estão os países (fora o Brasil) que exibiram, exibem, ou exibirão a novela.

  • Portugal (SIC)
  • Panamá (TVN)
  • Venezuela (Venevizion+Plus e Televen)
  • Croácia (RTL)
  • Rússia (Channel One)
  • Cazaquistão (Channel One)
  • Uruguai (RTL)
  • Albânia (Top Channel)
  • Kosôvo (Top Channel)
  • Grécia (Alpha TV)
  • Israel (Viva Platina)
  • Chile (Canal 13)
  • Hungria (M1)
  • Cuba (Cubavisión)
  • Nicarágua (Televicentro)
  • Geórgia (Rustavi 2)
  • Camarões (Canal 2)
  • Moçambique (STV)
  • Costa Rica (Teletica)
  • Porto Rico (WAPA-TV)
  • Mongólia (Edutainment TV)
  • Bulgária (Nova Television e Diema Family)
  • Bolívia (Unitel)
  • Maurício (Reunión 1)
  • França (ROM)
  • Argentina (Telefe e Magazine)
  • Honduras (VTV)
  • Polinésia Francesa (Polynésie 1)
  • Bosnia e Herzegovina (Hayat TV)
  • Egito (OSN Drama)
  • Arábia Saudita (OSN Drama)
  • Emirados Árabes Unidos (OSN Drama)
  • Marrocos (2M Monde)
  • Estados Unidos (Telemundo)
  • República Dominicana (Tele Antillas)
  • El Salvador (Canal 2)
  • Canadá (OMNI)
  • Polônia (iTVN)
  • Colômbia (RCN)
  • Peru (ATV)
  • México (Azteca Trece)
  • França (France Ô)
  • Mônaco (France Ô)
  • Madagascar (TVM)
  • Suécia (Kanal Global)
  • Guatemala (Televisete)
  • Paraguai (SNT)
  • Coreia do Sul (Telenovela)
  • Espanha (Cuatro)
  • Andorra (Cuatro)

Trilha Sonora

Nacional

Capa: Murílo Benício (Tufão)

  • 1: Rita Lee - "Reza" (Tema "Núcleo Cadinho")
  • 2: Seu Jorge - "Amiga da Minha Mulher" (Tema de Silas e Olenka)
  • 3: Michel Teló - "Humilde Residência" (Tema de Adauto e Muricy)
  • 4: Sorriso Maroto - "Assim Você Mata o Papai" (Tema de Leleco e Tessália)
  • 5: Marisa Monte - "Depois" (Tema de Nina e Jorginho)
  • 6: Tchê Garotos - "Cachorro Perigoso" (Tema de Darkson)
  • 7: Aviões do Forró - "Correndo Atrás de Mim" (Tema de Suellen)
  • 8: Arlindo Cruz - "Meu Lugar (Versão Divino)" (Tema Locação: Divino)
  • 9: Grupo Revelação - "Simplicidade" (Tema Locação: Divino)
  • 10: José Augusto - "História de Nós Dois" (Tema de Tufão e Monalisa)
  • 11: Belo - "Pura Adrenalina" (Tema de Silas e Monalisa)
  • 12: Pedro Luís e a Parede - "A Menina do Salão de Beleza" (Tema Locação: Salão de Monalisa)
  • 13: Reginaldo Rossi - "O Dia do Corno" (Tema de Tufão)
  • 14: Robson Moura ft. Lino Kriss - "Vem Dançar com Tudo" (Tema de Abertura)
  • 15: Maria Rita - "Cupido" (Tema de Jorginho e Débora)

Nacional Volume 2

Capa: Débora Falabella (Nina/Rita)

  • 1: Luan Santana - "Você de Mim Não Sai" 
  • 2: João Lucas & Marcelo - "Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha (Ao Vivo)"
  • 3: Buchecha - "Hot Dog"
  • 4: MC Marcinho - "Favorita"
  • 5: Zeca Pagodinho - "Em um Outdoor" (Tema Locação: Divino)
  • 6: Sérgio Mendes - "Mas Que Nada" (Tema "Treinos do Divino Futebol Clube")
  • 7: Péricles ft Chitãozinho & Xororó - "Minha Razão" (Tema de Tufão e Nina)
  • 8: MC Koringa - "Pra me Provocar"
  • 9: Mariozan - "Ricardão" (Tema de Leleco e Muricy)
  • 10: Wilson Simonal - "Nem Vem Que Não Tem" (Tema de Nilo)
  • 11: Bebeto - "Charme"
  • 12: Waldir Calmon - "Que Bonito É (Instrumental)" (Tema "Treinos do Divino Futebol Clube")
  • 13: Preta Gil - "Mulher Carioca"
  • 14: Paolo - "Tanta Coisa" (Tema de Darkson e Tessália)

Internacional

Capa: Cauã Reymond (Jorginho)

  • 1: Taylor Swift - "Long Live" (Tema Locação: Zona Sul)
  • 2: Adele - "Set Fire To The Rain" (Tema de Nina)
  • 3: Mayer Hawthorne - "Finaly Falling" (Tema Locação: Zona Sul)
  • 4: Coldplay - "Charlie Brown" (Tema de Jorginho)
  • 5: Lana Del Rey - "Videogames" (Tema de Débora e Iran)
  • 6: Katy Perry - "The One That Got Away" (Tema Locação: Zona Sul)
  • 7: Gloria Estefan - "Hotel Nacional" (Tema "Núcleo Cadinho")
  • 8: Shakira - "Addicted To You" (Tema Locação: Zona Sul)
  • 9: Mister Jam, Ali Pierre & Cymcolé - "Bring On The Nite" (Tema de Max)
  • 10: Bajofondo - "Infiltrado" (Tema de Carminha)
  • 11: Paul McCartney - "The Glory of Love" (Tema de Max e Carminha)
  • 12: Lionel Richie e Shania Twain - "Endless Love" (Tema de Roni Suellen)
  • 13: Cattle & Cane - "Bele" (Tema de Roni, Suellen, Leandro)
  • 14: Ellison Chase - "He's Got Everything" (Tema de Agata)

Outros

Músicas tocadas na novela e que não foram adicionadas à Trilha Sonora

  • Zeca Pagodinho - "Verdade" (Tema de Tufão)
  • Munhoz & Mariano - "Eu Vou Pegar Você e Tãe"
  • Bob Dylan - "Don't Think Twice, It's All Right" (Tema de Nina)
  • Diana Ross - "Upside Down"  (Tema de locação: Salão de Monalisa)
  • Donna Summer - "Hot Stuff" (Tema de locação: Salão de Monalisa)
  • Charles Chaplin - "Smile" (Tema de Rita e Batata)
  • Zero 7 - "Red Dust"
  • Gretchen - "Conga Conga" (Tema de Soninha/Dolores)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória